A ERA DE AQUÁRIO

A ERA DE AQUÁRIO
A Era de Aquário está batendo à nossa porta, vamos nos preparar espiritualmente para recebê-la???

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Mensagens de Jesus e de Maria Sobre os Três Dias


 cordeiro-jesus



MENSAGENS DE JESUS E MARIA SOBRE TRÊS DIAS DE ESCURIDÃO

Jesus a Santa Ana Maria Taiji (século IXX):

"Trevas extremamente espessas espalhar-se-ão pelo mundo inteiro, envolvendo a terra por três dias e três noites. Durante as trevas será impossível distinguir-se qualquer coisa. O ar ficará empestado pelos demônios, que aparecerão sob todas as formas, as mais asquerosas. Nesses dias será impossível a luz natural. Aquele que abrir a janela, olhar para fora ou sair pela porta morrerá. Durante esses dias devem ficar em casa rezando o terço e invocando a misericórdia de Deus. As velas bentas protegerão da morte, assim como a invocação de Maria e dos anjos."

Jesus a Maria Júlia Jehenny (França, 1850 - 1941):

"Os estrondos do trovão sacudirão a terra. A terra será removida em seus fundamentos, o mar levantará ondas espumantes e ensurdecedoras que se espalharão pelos continentes. Três quartos da humanidade morrerá. Por três noites e dois dias será como uma noite contínua. Somente as velas bentas poderão iluminar a horrível escuridão. Uma só vela será suficiente para os três dias, mas não arderão na casa dos ímpios. Nem os raios, nem o vento, nem os terremotos apagarão as luzes das velas bentas."

Jesus a Irmã Maria de Jesus Crucificado (século IXX):

"Durante os três dias de trevas, as pessoas entregues aos seus caminhos depravados morrerão, de tal modo que só sobreviverá a quarta parte da humanidade."

Jesus ao Padre Pio (Itália, 1918):

"A hora de Minha Vinda está próxima...um castigo espantoso dará testemunho do Meu poder...aqueles que esperarem em Mim e crerem em Minhas palavras não deverão ter medo, porque Eu não os abandonarei, tão pouco os que propagarem a minha mensagem. Aqueles que estiverem em estado de graça e buscarem a proteção de Minha Mãe não sofrerão prejuízo algum...a noite será muito fria, rugirá o vento, pouco depois ouvireis trovoadas...deveis trancar as portas e janelas e não falar com ninguém que estiver fora de vossa casa. Ajoelhai-vos diante de um crucifixo, arrependei-vos dos vossos pecados pedindo a proteção de Minha Mãe. Não olheis para fora durante o terremoto...furacões de fogo se formarão nas nuvens estendendo tempestades por toda a terra. Virá uma chuva de fogo sem interrupção...o vento trará gases venenosos que se espalharão por toda a terra...mas em três noites terminarão os terremotos e no dia seguinte brilhará o sol. Os anjos do céu virão trazendo para a terra o espírito da paz e uma imensa gratidão transbordará naqueles que sobreviverem a este terrível juízo de Deus."

Maria a Madre Rosa Quatrini (São Damiano, Itália, 1964):

"Haverá castigos estupendos e a espécie humana perecerá em massa, como milhares de moscas ao efeito de inseticidas...o sol desaparecerá, dando lugar as trevas, que durarão três dias e três noites. Então, o fogo purificará a terra de forma devastadora. Só as velas bentas darão luz nesses dias de trevas. Não saiam de casa por motivo algum, fechem as janelas e as cortinas e não olhem para fora. Rezem e meditem o Rosário, levem no pescoço a Medalha Milagrosa ou o Escapulário, e não se separem do terço, pois estes sacramentais serão a sua proteção contra o inferno amotinado...invoquem sem cessar os nossos misericordiosos corações."

Jesus a Bento da Conceição (Bal. Camboriú - SC):

"O dia da vossa libertação está chegando. Não há o que temer. Quando o mundo começar a balançar, as peredes, que serviam para esconder os segredos dos mafiosos, serão as primeiras a cair. Os prédios, onde o pecado predomina, só as ferragens ficarão balançando. As ruas, por onde passam os perdidos da noite, serão cobertas de entulhos, ficando debaixo dos encombros milhões de corpos agonizantes...o mau cheiro se espalhará por muitos lugares da terra. Só os que Me serviram terão o direito, dado pelo Meu Pai, de permanecer com as suas velas bentas acesas. O resto será uma escuridão só. Assim será a consumação dos séculos. Mas depois de três noites de trevas, nascerá um novo dia para toda a humanidade, eternamente." (26/04/1996)

"Uma nuvem negra fará escurecer toda a terra. Os gemidos de dor se ouvirá por quilômetros de distância. Noites de pavor e desespero, pedidos de clemência, então, levantar-se-ão. O mar, com suas ondas enormes, consumirá cidades inteiras. Balançará a terra, neste momento, como numa corda bamba. Mas nesta hora, os Meus anjos virão para confortar os que me obedeceram e nada lhes faltará. As luzes se apagarão, mas não para vocês, Meus filhos. As trevas durarão o mesmo tempo que tive na cruz. Depois deste tempo surgirá um novo dia. Mudança esta que ninguém se lembrará mais do que se passou. Então Virei do céu dando a cada um o que prometi, e quem nada fez, será expulso para sempre, por não merecer...se o pecado não fosse tão grande, jamais isso iria acontecer, mas já está feito." (18/02/1997)

Maria a Luz Amparo Cuevas (Espanha, 1983):

"Uma densa escuridão cobrirá a terra por três dias e três noites. Absolutamente nada poderá se ver. O ar será pestilento e venenoso. Só as velas bentas iluminarão e arderão os três dias. Os fiéis por motivo algum devem sair de casa, mas ficar suplicando, mas ficar rezando o terço e suplicando a misericórdia. Os inimigos da Igreja morrerão em toda a terra, com excessão de uns poucos, que se converterão a tempo. Cairá uma chuva de fogo, e a terra toda tremerá...por fim, reinará a paz na terra. Todos se reconciliarão com Deus e o verdadeiro amor florescerá."

Jesus a Vassula Ryden (Suíça):

"Prometo a vós que me amais, que nesses dias de trevas que virão sobre o mundo inteiro, Eu vos protegerei e vos encerrarei nas profundidades do Meu Coração." (12/05/1990)

"Vos sereis todos mergulhados na escuridão, e não haverá mais qualquer iluminação, pois o fumo, saindo do abismo, será como o fumo de uma grande fornalha, que escurecerá o sol e a atmosfera...quando ouvires o ruído do trovão e o clarão do relâmpago, sabei que é chegada a hora da Minha Jusitça. A terra será sacudida e vacilará nos seus próprios fundamentos, removendo do seu lugar montanhas e ilhas. Serão aniquiladas nações inteiras...eu tornarei a vida humana mais rara do que nunca. Entretanto, quando a Minha Ira for aplacada, instaurarei o Meu Trono em cada um de vós, e juntos, a uma só voz, louvar-Me-eis a Mim, o Cordeiro." (18/02/1993)

"Quando o Meu Dia vier, o sol far-se-á tão negro como um saco de crina, a lua abrasar-se-á e os próprios alicerces da terra serão sacudidos. E como entranhas a sair de um abdômen, a terra vomitará os seus demônios. Quando isso acontecer,os homens desejarão ardentemente a morte, mas ela não virá! Então o céu se dissolverá em chamas,e todos os elementos serão derretidos pelo calor... quando todas essas coisas tiverem passado, todas as nações e todos os habitantes da terra Me adorararão...Eu prometo-vos que a terra nunca mais cairá em tal angústia." (22/12/1993)

Jesus a Julka (Zagreb, ex-Ioguslávia):

"Um vento forte e ardente virá do sul, provocando tormentas em toda a terra. Logo, um ruído como de dez trovões retumbará sobre a terra, fazendo-a estremecer. Este será o sinal que os três dias e três noites de total escuridão estão começando. As pessoas deverão permanecer em suas casas, fechar as janelas, benzer-se, aspergir a casa com água benta e acender as velas bentas. Lá fora acontecerão coisas tão horríveis que morrerão de medo os que se atraverem a olha-las. Todos os demônios estarão soltos no mundo, uivando e chamando suas presas para as destruírem, e até imitarão as vozes dos parentes e conhecidos que não chegaram a lugares seguros. Mas não abram a porta absolutamente a ninguém!...As velas bentas só iluminarão aos que se esforçam para viver de acordo com os Meus mandamentos. Embora seja apenas um coto, durará três dias e três noites, sem apagar-se."

Maria a Patrícia Talbot (Cuenca, Equador, 1987):

"A terra sairá de sua órbita durante três dias. Então, a Segunda Vinda de Cristo estará próxima...nesses dias, as famílias deverão manter-se em oração contínua...não devem abrir a porta a ninguém, mas simplesmente seguir rezando. Não olhem pelas janelas para não verem a Justiça de Deus caindo sobre o povo."

Maria a Irmão David Lopes (Ranchilo, México, 1987):

"Não temam os três dias de trevas que virão sobre a terra. Aqueles que procuram viver as minhas mensagens e levam uma vida de oração serão alertados por uma voz interior, entre três dias e uma semana antes de aconteceram...antes do três dias de trevas ver- se-á um sinal: aparecerá no céu uma gigantesca cruz vermelha, em pleno firmamento azul e sem nuvens...essa cruz será vista por todos.

Os três dias de trevas serão tão escuros a ponto de não conseguirem enxergar as próprias mãos diante do rosto. Não ficará no inferno um só demônio. Todos estarão na terra. Os que não estiverem em estado de graça morrerão de medo ao se verem cercados pelos terríveis demônios. Mantenham fachadas todas as portas e janelas e evitem responder aos que chamarem do lado de fora. A mais perigosa tentação será a dos demônios imitando a voz das pessoas que vocês amam. Por favor, não lhes dêem atenção, porque não serão os seus entes queridos, e sim os demônios, procurando tira-los de casa.

No começo desses três dias, alguns tentarão cruzar o rio (Rio Grande - México), mas não conseguirão. Por causa da escuridão total acabarão se afogando. Outros ficarão tão desesperados que matarão uns aos outros. As horas de escuridão serão exatamente 72 e o único meio de contá-las será por relógios mecânicos, pois faltará todo o tipo de eletrecidade. Os pais devem ensinar seus filhos a rezar. As orações das crianças serão milagrosas durante esses três dias.

Passada a tribulação, sobrevirá uma primavera. Tudo estará verde e limpo. A água, cristalina. Não haverá mais contaminação nem no ar, nem na água. As pessoas viverão da terra e do trabalho, não para sobreviver e sim por amor e apoio mútuo."

Maria a Pedro Régis Alves (Anguera, Bahia):

"Breve, haverá três dias de trevas consecutivos...esses dias serão de muito sofrimento para todos vós. Prometo a todos aqueles que estão do meu lado que não lhes faltará a luz. Peço que tenhais em casa velas bentas pelos sacerdotes. Não tenhais medo, fazei o que vos digo!" (03/12/1988)

Outras profecias falam sobre um astro que se chocará com a terra, o que poderia ser a causa do grande terremoto, da saída da terra da órbita e dos três dias de trevas.

"Uma estrela cai do céu sobre a terra...o sol e o ar escurecem com a fumaça."
(Apocalipse 9, 1-2)

"Aqueles que colocarem a sua confiança em mim serão salvos."
(Maria em Akita, Japão, 1973)
Após a tribulação daqueles dias, o sol se escurecerá, a lua não terá mais a sua claridade, e as estrelas cairão do céu. As nações cairão no desespero, apavoradas com o barulho do mar e das ondas. Serão abaladas as forças do firmamento, e os homens se apavorarão ante a espectativa do que acontecerá com o mundo. Então, aparecerá no céu o Sinal do Filho do Homem. Lamentar-se-ão todos os povos da terra e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu, com grande Poder e Glória. Ele reunirá todos os seus escolhidos, dos confins da terra ao extremo do céu."
(Mateus 24, 29-30; Marcos 13, 24-26; Lucas 21, 25-27)

"Houve um grande terremoto. O sol ficou negro com saco de carvão. A lua vermelha como sangue. As estrelas caem do céu sobre a terra...os homens esconderam-se nas cavernas, clamando aos montes: "Cai sobre nós e esconde-nos da Face Daquele que está no trono e da Ira do Cordeiro. Pois chegou o grande dia de Sua Ira, e quem poderá sobreviver?"...um anjo gritou em alta voz aos quatro anjos que tinham sido encarregados de fazer mal a terra e ao mar: "Não prejudiquem a terra, nem o mar, nem as árvores! Primeiro vamos marcar a fronte dos servos do nosso Deus."
(Apocalipse 6, 12-17. 7, 2-3)

Barrinhas


O amor que remove montanhas,
o amor que inspira a todos a desejarem um mundo melhor,
o ser humano que ama a todos como a si mesmo,
e que deseja apenas ser...
Ah!!! Que maravilha!!!
O amor atingiu a maioridade e se tornou compaixão...
Irene Ibelli 

Nenhum comentário:

Postar um comentário